Imposto de Renda 2019 Malha Fina

Malha Fina Imposto de Renda 2019

Como sabemos o Brasil é um dos países campeões em cobrança de impostos, são tantas taxas e juros que muitas coisas acabam se encarecendo demais o preço de diversas coisas e então existe o Imposto de Renda 2019.

O Imposto de Renda 2019 é um meio do Governo Federal de avaliar os impostos cobrados aos seus cidadãos, eles examinam para vê se você pagou menos ou mais imposto do que deveria.

imposto-de-renda-malha-fina

Antes de tudo é importante dizer que você não pode deixar para fazer a declaração do imposto de renda 2019 na última hora, uma vez que é neste momento o site da Receita Federal fica congestionado e pode ocorrer vários erros ao enviar.

Sem contar que as declarações não feitas durante os dias disponíveis você ainda poderá pagar multas, já que sonegação fiscal é crime. Então para evitar esse problema se programe com antecedência, baixando o aplicativo para a declaração do imposto de renda 2019 a partir do mês de fevereiro, tendo também todos os documentos necessários por perto quando for declaração, assim evita os problemas com a lei.

Mas quando você já fez a declaração e por infelicidade você acabou caindo na boca do Leão (o mascote da Receita Federal) você deve regularizar sua situação o quanto antes, mas primeiro responda: você sabe o que é a Malha Fina da Receita Federal?

O que é a Malha Fina do Imposto de Renda 2019?

Como todos sabemos assim que fazemos  declaração do Imposto de Renda 2019 e a enviamos, já podemos conferir no site da Receita Federal – algumas horas depois – o resultado e conferir também se o documento tem algum tipo de problema.

Assim que você envia sua Declaração do Imposto de Renda 2019, ela passa por um processo que vai descompactar o arquivo e enviando em seguida os números para comparação com os dados fornecidos pela empresa na qual trabalha, o INSS, seus bancos, a administração de seus cartões de crédito, os convênios médicos, imobiliárias entre muitos outros.

Se você informar um dado errado, como por exemplo não informar o rendimento adquirido por um dependente, a sua declaração de Imposto de Renda fica presa na Malha Fina 2019.

Como podemos ver a Malha Fina acontece quando um de seus dados dá errado, para poder conferir se você caiu ou não na Malha Fina você deve acessar o site oficial da Receita Federal (o mesmo que você usou para baixar o aplicativo ) informando seu CPF/CNPJ e sua senha.

Se mostrar que sua Declaração teve algum problema e caiu na Malha Fina 2019 você pode resolver de duas formas, que são:

Caso a declaração estiver incompleta ou com algum erro

malha-fina-imposto-de-renda-receita-federal

Se a sua declaração apresentar erros ou está incompleta você deve procurar fazer o mais rápido possível uma retificação do documento e enviar uma nova versão dos dados corretos.

Mas saiba que você só pode fazer isso antes que a Receita te convoque para fazer um  esclarecimento. Então é bom que você seja mais rápido que eles, pois uma vez chamado para o esclarecimento você não poderá reenviar seus dados.

Caso você tenha feito a Declaração do Imposto de Renda 2019 através do aparelho celular ou tablet, você não poderá fazer a retificação do Imposto de Renda 2019 por meio deles, você terá que acessar e fazer o envio de dados através do computador.

Meu documento gerou dúvida, mas não tem erros

Se a Declaração foi levada (ou retirada) da Malha Fina, sendo que você está com tudo em dia e o seu documento foi preenchido de forma correta, então você apenas terá que esperar por um tempo. Você vai receber o Termo de Intimação ou a Notificação de Lançamento da Receita Federal, ou se preferir basta você agendar um dia para entregar os documentos que comprovam seus dados validando suas informações. Maiores informações acesse o site www.impostoderenda.net

Leia Mais

Imposto de Renda 2019 Isenção

Isenção Imposto de Renda 2019

O Imposto de renda é um imposto cobrado uma vez ao ano sobre sua renda anual ,esta renda pode ser cobrada de uma pessoa física, ou de empresas e também de pessoas jurídicas.

imposto-de-renda-isencao

A primeira tentativa de implantar este imposto foi no ano de 1843, não teve sucesso pois não havia um grande número de pessoas que contribuíam com esta renda anual, mas tentaram novamente por isto em ação no ano de 1864 e 1870 para conseguir pagar a Guerra do Paraguai, mas novamente acabou dando errado.O imposto dos dias de hoje foi implantado no ano de 1922, após muitas conversas, e que tinha como objetivo ajudar na saúde, educação e meios urbanos.O ministério da fazenda era responsável por cuidar do imposto de renda, com o grande aumento da população foi criado o serviço federal de processamentos de dados com o objetivo de avaliar o processamento e as declarações, mas em 1968 foi criada a secretaria da receita federal que fiscalizava as declarações

Para que serve o imposto de renda

O imposto de renda é pago ao governo, onde serve para suprir necessidades da área de saúde, educação entre outros meios de serviços públicos.Este imposto é pago ao governo federal, e faz parte de um imposto mais importante dos que existem.

Importância

A declaração desta renda anual se deve para todos os tipos de pessoas, pois esta renda tem uma grande importância pra o crescimento de um país, uma parte desta renda é utilizada pelo governo federal, e o resto distribuído aos municípios e estados, esta renda ajuda a manter cidadãos empregados e fora da pobreza, boa parte dos impostos gerados são usados para construção de pontes, estrada e alguma outra necessidade pública.
Cerca de trinta milhões de pessoas declaram o imposto de renda.

imposto-de-renda-isento

Isentos de Declarar o Imposto de Renda 2019

Pessoas que não devem declaram o imposto de renda são: quem tira sua renda apenas de aposentadoria ou pensão, pessoas com o máximo de renda R$1.903,98, pessoas que possuem doenças graves, e pessoas que possuem AIDS, problemas mentais, cegueira, pessoas contaminadas com radiação, Parkinson, esclerose, tuberculose entre outras doenças graves. Caso se encaixe nesses padrões deve procurar um médico.

Como declarar o Imposto de Renda 2019

Se você se encaixa nos padrões de quem deve pagar, você ira precisar de comprovantes de rendimento e de alguns bem de educação. Todo o valor que será aplicado ira ficar em uma tabela de alíquotas da receita onde gera o valor a ser pago por cidadão.

O que acontece se houver atraso na declaração do Imposto de Renda:

Será aplicado uma multa, que será decidida com as orientações do IR do ano. Se ocorrer atrasos por conta de deixarem para enviar suas declarações de última hora, terá assim que enfrentar um sistema superlotado, e perder o prazo máximo de entrega. Então devemos optar por declarar o quanto antes para não correr nenhum dos riscos que podem acontecer. Caso o cidadão seja obrigado a declarar o imposto de renda 2019, e não vier fazer isso terá que pagar uma multa com o preço muito mais alto e será uma multa muito mais grave.

Leia Mais

Imposto de Renda 2019 em Processamento

Consultar Situação do Imposto de Renda 2019

Fez sua declaração do imposto de renda 2019 e quer saber como acompanhar o processamento da declaração? Saiba como.

O prazo para entregar a declaração do imposto de renda finalizou no dia 28 de abril se você fez tudo direitinho quanto à declaração deve ficar atento em acompanhar o IR 2019 como está o processamento do imposto, ou seja, verificar se a Receita Federal aceitou as informações passadas em sua declaração de Imposto de Renda 2019 e se estas informações não estão divergentes.

imposto-de-renda-em-processamento

Para fazer esta consulta é possível fazer pelo site do portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) onde é preciso ser cadastrado e ter um código de acesso. Para ter acesso através de cadastro pode ser feito no próprio e-CAC, no site da Receita Federal fornecendo suas informações pessoais como CPF, data de nascimento e outras informações como número do comprovante do imposto de renda que pode ser o número dos últimos comprovantes de imposto de renda dos últimos dois anos.

Quando for consultar seu processamento do imposto de renda algumas mensagens podem aparecer no momento da consulta, seguem algumas possíveis mensagens que podem aparecer enquanto pesquisa o processamento do imposto. Ao consultar o seu processo pode estar “Em processamento” indica que a declaração foi recebida e está no momento na base de dados da Receita Federal e que deve acompanhar o processamento; outra mensagem possível de aparecer é “Processada”, indica que a declaração foi encerrada e não há pendências; “Em análise”, a declaração foi recebida, está no banco de dados da Receita e para que finalize a análise é necessária alguma ação do contribuinte; “Alterada”, indica que a declaração foi analisada e sofreu mudanças e, para isso é necessário aguardar o envio de documento; “Retificada”, indica que a declaração anteriormente enviada para a receita foi modificada recentemente pelo contribuinte; “recepcionada pelo correio, indica que a declaração foi entregue pelo correios e está encaminhada à Receita”.

ir-em-processamento

Segundo a Receita Federal indica a importância de acompanhar seu extrato do processamento da declaração do imposto de renda e permite: a identificação de possíveis pendências que sua declaração pode ter e saber como resolver por meio de alguma retificação necessária ou através de agendamento de atendimento para apresentação de documentos; saber se as quotas da receita estão sendo pagas corretamente; solicitar a alteração ou cancelamento de débitos das cotas; identificar e parcelar possíveis débitos com a receita federal. Para consultar o extrato é necessário fornecer código de acesso ou certificado digital. No link http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/atendimento-virtual é possível visualizar todo o atendimento virtual do e-CAC, como o ícone de acesso, o ícone para gerar o código de acesso e informações sobre o certificado digital. Neste mesmo link há vídeos explicando como consultar o processamento do imposto, como fazer sua declaração com o sistema da receita; vídeos sobre parcelamento simplificado, pesquisa de situação fiscal, inscrição do CPF entre outros temas relativos à Receita Federal do Brasil.

Este ano, a Receita Federal estima que tenha recebido ao todo 28,3 milhões de declarações. Estas declarações serão pagas em sete lotes distribuídos entre junho e dezembro, sendo que o primeiro lote sai normalmente em junho. O último lote está previsto para dezembro sem data informada até o momento.

Leia Mais

Quem deve declarar o Imposto de Renda 2019

Imposto de Renda 2019 Quem Deve Declarar

O imposto de renda é diferente dos demais impostos ao longo do ano, sendo feito apenas em um período determinado do ano, geralmente os meses de Março e Abril, ele se refere ao ano anterior aquele que você está, por exemplo, se estou no ano de 2014 vou declarar sobre o ano de 2013. Ele serve para a Receita Federal avaliar se você pagou ou não mais do que deveria em impostos.

imposto-de-renda-quem-deve-declarar

Atualmente é obrigatório pagar aquele que seu rendimento tributário tenha como valor total acima de R$28.123,91. Mas mesmo que você não precise declarar, é ideal que faça, para assim ter algumas vantagens.

A declaração do IR 2019 atual é feita através de um único aplicativo da Receita Federal, se você deve declarar o seu imposto, precisa baixa-lo, ele está disponível no site da Receita Federal e serve para todo o tipo de sistema operacional. Vale ressaltar que ele se atualiza sozinho, ou seja, se a Receita Federal mudar alguma coisa, ele vai atualizar automaticamente.

Se você já declarou tudo direitinho, não teve problema algum e não pagou menos do que devia, e nem entrou na malha fina, você vai poder receber sua restituição do IR 2019 corretamente no período entre Junho e Dezembro.

Caso você não contribuir ou entrega-la fora do período correto, você vai pagar uma multa que corresponde a 20% do imposto devido.

O que é a Restituição do IR 2019?

Quando fica claro que você pagou mais do que deveria em impostos, a Receita Federal restitui parte do seu dinheiro. Pagando por lotes que correspondem a época que você declarou. Ou seja, se você declarar logo nos primeiros dias vai receber em Junho, caso deixar para os últimos dias, provavelmente vai receber em Dezembro.

O ideal é declarar cedo, para que não haja problemas e receba sua restituição do Imposto de Renda 2019 logo.

Nesta época de desemprego muitos não atingem o valor máximo para a declaração, o que levanta várias duvidas sobre pagar ou não seu imposto de renda. Mas é importante que qualquer pessoa física declare seu imposto de renda, desde que ela não esteja incluída como dependente de mais alguém.

Um exemplo simples, se você teve alguma retenção de imposto de renda na fonte e, por conta disso, possuir direito à restituição, você deve apresentar a sua declaração caso queria recebe-la.

Comprovação de Renda

Isto é para aqueles que não são obrigados a declarar, mas a faz mesmo assim, uma vantagem. Já que ela pode ser solicitada, por exemplo, para a obtenção de empréstimo, vistos vinculados e outros.

Quem deve declarar IR 2019?

Todo o contribuinte que recebeu, num valor total pelo menos R$ 28 mil reais.

Se você optar pelo desconto simplificado, abre mão de todas as deduções consistidas na legislação tributária, em troca de uma dedução de 20 do valor dos rendimentos tributáveis.

quem-deve-declarar-imposto-de-renda

O que são deduções?

De forma simples, algumas despesas feitas durante o ano podem ser abatidas na declaração, o que faz você pagar menos imposto, isso é chamado de deduções.

Sendo possível reduzir os gastos com saúde (plano de saúde, médico, etc), educação (escola, faculdade, cursos técnicos e etc) e seus dependentes, por exemplo. Entram também na contagem pensões, suas contribuições à Previdência Social e muitos outros.

Ou seja, as deduções vão ajudar a reduzir a base de cálculo do Imposto de Renda, diminuindo assim o valor a pagar ou aumentando as chances de restituição.

Quem são meus dependentes? 

Seus filhos, enteados ou menores acolhidos por você legalmente, menores que 21 anos ou 24, caso este seja universitário ou esteja cursando alguma escola técnica. Idosos e pessoas com deficiência mental ou física, e pessoas legalmente inválidos também entram nesta contagem.

Leia Mais

Imposto de Renda 2019 Declaração

Quem deve fazer a Declaração do Imposto de Renda 2019

A declaração do Imposto de Renda 2019 costuma gerar muitas duvidas aos brasileiros, entre elas a questão por que devo declarar e como devo declarar. Iremos por partes para não causar duvidas.

imposto-de-renda

O imposto de renda 2019 é o tributo pago ao Governo sobre os ganhos de seus pessoais de seu povo, salário, alugueis e etc, mas uma vez por ano, geralmente entre os meses de Março e Abril, o trabalhador deve enviar a Receita Federal sua declaração de Imposto de Renda, para saber se pagou ou não mais do que deveria.

Você vai pagar o valor de acordo com a sua renda, de forma simplificada aquele quem recebe menos, vai pagar menos e aquele que recebe mais irá consequentemente pagar mais. Outro detalhe importante é que na declaração deve informar os dados anteriores, exemplo estou, no ano de 2019 então vou declarar o imposto de Renda do ano de 2019, e o processo irá se repetir sempre.

Como Declarar Imposto de Renda 2019

Antigamente usavam-se dois programas distintos, um para a declaração e outro para enviar, mas atualmente usa-se apenas um que faz as duas funções de forma simples.

Tudo o que você precisa fazer é baixar o programa, de acordo com seu sistema operacional, o programa também possui atualização automática, se a Receita Federal mudar algo ele vai automaticamente atualizar, facilitando assim sua vida.

ir-declaracao

Atenção: Isso não significada que você pode usar o antigo, você deve ir no site da Receita Federal e baixar o programa novo que seja próprio para seu computador, para poder então realizar a sua declaração do IR 2019.

O que devo por na hora de declarar a Receita Federal?

Coisas como Mensalidade da Escola, Cursos Extracurriculares, gastos com médico e planos de saúde são comuns na hora da declaração. Mas existe muito mais coisas do que isso, tais como cirurgia plástica, neste pode até mesmo ser aquelas para fins estéticos, basta você ter em mãos o comprovante do custo do hospital. Médico no exterior também pode entrar na contagem, com o comprovante, mas as demais despesas como hospedagem e passagem não entram na contagem.

declaracao-imposto-de-renda

Aos cadeirantes uma boa noticia o gasto com a compra de uma cadeira de rodas pode se informada, ela vai entrar na área de despensas médicas, se por acaso não constar no hospital, tenha em mão o laudo e a nota fiscal. As próteses dentárias também se encaixam aqui, assim como a colocação e manutenção do aparelho, tendo é claro a comprovação de seu dentista. Outro que deve ser informado como despesas médica são as próteses mecânicas, devendo seguir a mesma regra da cadeira de rodas, se o hospital não tiver o dado, tenha seu laudo e sua nota fiscal. Aqueles que usam aparelho para regular o funcionamento do coração, o marca-passo, mas para que isso ocorra o aparelho tem que está incluído na conta do hospital ou na conta do médico.

Um outro fato importante é as despesas com massagistas, enfermeiras e assistentes sociais também podem ser incluídos no momento de declaração, mas apenas se o contribuinte ou dependente tenham ficado internados e esses gastos estejam inclusos na conta.

O que não devo fazer na Declaração do IR 2019

Uma coisa muito errada é sonegar seu imposto. Quando você preenche de forma errada sua declaração você está cometendo um crime grave.

Um exemplo fácil disso é, a empresa X pagou um salário Y para seus funcionários, a empresa x também paga seus impostos corretamente então fica lá registrado o quanto foi pago a cada um de seus funcionários, mas o funcionário R resolveu colocar que recebeu um número diferente de Y, colocou que recebeu T. Por conta disso a Receita Federal vai passar a malha fina em ambos, tanto na Empresa X quanto no funcionário R para vê qual dos dois está mentindo.

receita-federal-imposto-de-renda

Se quem errou foi o R, ele terá que pagar uma multa e poderá ficar preso por dois a cinco anos, se por acaso foi à empresa X quem errou, então o dono dela além de pagar a multa também vai preso de dois a cinco anos. Então quando for realizar sua declaração não minta, não tente ser o esperto, isso não vai ajudar você.

Se por acaso, quando você preencheu colocou um número errado, mas realmente for provado que foi sem querer, a Receita vai cobrar apenas o valor do imposto corretamente.

Um conselho é que quando for realizar a declaração, faça-a devagar, preste bem atenção, se programe com antecedência para que quando a hora chegar você não precisa ficar ligando para médico ou escola.

Mas quem é meu dependente?

imposto-de-renda-declaracao

Quando você inclui dependentes na Declaração do Imposto de Renda 2019 você reduz várias despesas e pague menos imposto, ou até recebendo uma restituição maior. Aqueles que podem entrar como dependentes são:

  • Seu filho, ou enteado, menor que 21 anos;
  • Seu filho, ou enteado, em qualquer idade, quando este tiver alguma deficiência física ou mental;
  • Seu filho, ou enteado, que seja universitário ou esteja cursando alguma escola técnica, sendo ele menor que 24 anos;
  • Seu irmão, neto ou bisneto que esteja sobre sua custodia, possuindo de 21 a 24 anos, e em qualquer idade se ele possuir alguma deficiência física ou mental;
  • Seu irmão, neto ou bisneto que esteja sobre sua custodia, que seja universitário ou esteja cursando um curso técnico e possuindo até 24 anos;
  • Menor pobre até os 21 anos, desde que tenha a guarda da criança de forma legal;
  • Pessoa incapaz, que não tenha nenhuma chance de se cuidar sozinha;
  • Companheiro com quem você já tenha um ou mais filhos;
  • Companheiro com quem você já está junto há mais de cinco anos;
  • Pais, avós e bisavós que tenham recebido algum rendimento tributável ou não de até R$22.847,76;

Sogros e sogras, desde que o casal faça a declaração juntos.

Fonte e informações: www.impostoderenda.net

Leia Mais